DICAS

 
Regra 80 – 20 do Networking em vendas
 
Estudos dizem que 80% de novos negócios virão de 20% de contatos que tiver. Então vamos lá, quais as coisas que devo fazer para conseguir um bom Networking e ter um resultado satisfatório do mesmo?
 
Construindo relações e não contatos
Claro que primeiramente você vai conhecer pessoas, mas o que você precisa é ser lembrado, e não apenas ter mais um amigo na sua rede social, ou um telefone/e-mail no seu cadastro de clientes. Networking é ter uma relação sólida, pode virar amizade ou ficar no comercial, mais ainda assim será uma relação de trocas, dar e receber conselhos, suporte e indicações.
 
Não perder oportunidades
 
A pessoa nem sempre terá tempo de salvar seu contato no celular ou anotar seu site/email, por isso tenha sempre a mão o bom e velho cartão de visitas.
 
Vender o seu serviço/produto após vender seu valor
 
As pessoas em geral não sabem que o que as pessoas compram na verdade é o valor agregado ao produto ou serviço, o prazer ou a segurança que aquilo trará, e o cliente apenas acreditará no que você fala se acreditar em você primeiro. Então os passos são estes: Ouça o contato, se interesse por ele e tende entendê-lo. Após isto, você deve apresentar a solução/benefício de seu produto ou serviço. Tenha sempre um discurso pronto, uma conversa, algo que pareça informal mas que informe e encante.

 
Olá, meu amigo, minha amiga! Quero aqui te dar um presente: Um passo-a-passo do porquê e como usar a arte de ouvir, para se tornar o melhor vendedor.
 
Começaremos então com os porquês. O vendedor muitas vezes é rotulado de conversador, malandro, sem escrúpulos, causado por uma pequena parte que “trabalha com vendas” sem ética, apenas querendo bater metas, não importando a vontade ou situação do cliente.
 
Tanto por ética quanto por estratégia, devemos usar um raciocínio lógico para vender, devemos ouvir mais do que falar, este certamente é o tópico mais importante da psicologia da venda produtiva.
 
Quando ouvimos mais, se forma o argumento ou ideia de solução mais satisfatória para o cliente. Uma grande quantidade de vezes você será pego ouvindo do cliente que ele quer algo que na verdade não executa e nem traz o retorno que ele realmente quer. E é aí que entra a arte de ouvir.

 
A tarefa de se tornar um vendedor excepcional precisa ser colocada em prática durante toda a vida de um vendedor. Não nos tornamos vendedores excepcionais e prontos para adversidades do dia-a-dia de vendas sem nenhum treinamento, sem superarmos nenhum desafio, e sem muitos NÃOs nos currículos. Muitos profissionais acreditarem que quanto mais NÃOs temos, mais perto do sim estamos. Mas isso é mentira. Precisamos nos habituar porque, por mais capacitados que sejamos, por mais preparado que você esteja, sempre vai ter gente que não vai querer comprar de você.

 
A primeira coisa que temos que compreender é que todos nós somos vendedores. Vendemos nossas ideias, nossos desejos e opiniões, nossa visão frente a alguma situação ou realidade e mesmo em relação à própria vida. Passamos o dia todo vendendo a alguém alguma coisa ou ideia. Chamamos isso de convencer, de envolver, de comprometer, de motivar — e de muitos outros nomes. Mas o que, de fato, fazemos é vender, independende da sua função na sua empresa.

Você espera que seus vendedores alcancem melhores resultados? Espera que seus clientes comprem mais? Espera que vocês atinjam a meta mais facilmente e obtenham lucro?

 

Isso pode ser possível, se você evitar os oito erros mais comuns em vendas:

 

1. Fazer a venda parecer um "pedido desesperado" – Frequentemente, vendedores sentem-se como se estivessem esperando que uma luz venha até o cliente e ilumine o caminho para a compra. Ao invés de fazer as perguntas corretas, usar técnicas de vendas, de lerem e se profissionalizarem na área, de conhecer o cliente e suas necessidades, de conhecer os produtos e serviços que estão vendendo e os do concorrente e que vantagem competitiva têm sobre eles, posicionam-se como se estivessem fazendo um pedido desesperado para que o cliente compre.
 
A venda deve ser feita de uma forma profissional. Para que a venda aconteça, os vendedores têm de saber muito bem o que estão fazendo e, principalmente, ter orgulho da profissão e do papel que desempenham.

 
Vendedores motivados conseguem converter mais vendas, além de ajudarem no sucesso do negócio, mas como conseguir isso?
 
Um funcionário motivado é capaz de produzir até 50% mais, o que significa que dois funcionários altamente engajados, na verdade, valem por três. Em uma equipe de vendas, essa motivação é especialmente importante, já que o contato direto com o público determina o sucesso da atuação dos vendedores e também da gestão.
 
Mais do que apenas exigir resultados, é fundamental oferecer as condições ideais para que os vendedores possam atingir os patamares desejados. Se eles não se engajarem, isso não vai ser possível.
 
Sendo assim, veja a seguir como engajar a equipe de vendas com mudanças realmente efetivas. Acompanhe!

 
Vendedores profissionais de uma equipe de vendas precisam se acostumar a ouvir um número significativo de NÃOs. Diferentemente do que a maioria pensa, não existe uma fórmula ou estatística que comprove que, após um número certo de NÃOs, uma venda acontece. Isso simplesmente não existe.
Nem sempre é possível ganhar todos os clientes e, por mais alto que seja o poder de fechamento de uma equipe de vendas, o NÃO faz parte do dia-a-dia dos vendedores.
 
Será que é possível diminuir o número de rejeições em uma empresa? Ou será que esse número sempre será o mesmo? Afinal, por que se perde um cliente? Pode-se diminuir o número de NÃOs que uma equipe de vendas recebe, simplesmente se tivermos a capacidade de entender o erro e evitarmos repeti-lo novamente. Esse é o primeiro passo para entender porque se perde um cliente.
 
Veja mais dicas de como e porque se perder um cliente nos próximos tópicos.

 
As pessoas têm perfis diferentes e expectativas diversas a cada experiência de compra. Fatores externos também influenciam seu estado de humor — enquanto algumas pessoas são serenas, outras são explosivas.
 
É preciso perspicácia para saber como agradar um cliente e identificar logo de início as suas características e, assim, prestar um atendimento que se aproxime ao máximo daquilo que ele deseja.
 
Mas, em um contexto em que cada venda é importante, quando vale a pena investir em um cliente difícil? A resposta é: depende! Isso porque existem diferentes tipos de “clientes difíceis.
 
A saída é descobrir suas características específicas e, assim, saber como lidar da melhor maneira com cada tipo de cliente até torná-lo fã de sua marca ou, em alguns casos, simplesmente desistir de mantê-lo em sua carteira ao perceber que ele não é o cliente ideal para seu negócio.

 
Líderes devem estar atentos às relações interpessoais no trabalho. Observá-las e atuar sobre elas quando necessário, evitará o acirramento da situação e consequências ainda mais profundas na qualidade do trabalho em equipe.
 
Fazer a gerência de conflitos significa olhar para o problema sob o ponto de vista profissional. Isso envolve técnicas que impedem que meras divergências e desacordos se transformem em graves desentendimentos com efeitos irreparáveis.
 
Evite esse tipo de problema em sua empresa com estas dicas práticas para acabar com os conflitos no trabalho em equipe:
 
1- Aprenda a ouvir, depois a falar
 
O princípio aplicado nos manuais de etiqueta também é eficiente para aplacar conflitos no trabalho em equipe. Aprender a ouvir significa aprimorar o potencial de comunicação e desenvolver a habilidade que preza pelo direito de expressão dos outros.
 
É importante deixar o outro falar sem emitir críticas, ironias ou fazer interrupções. Aliás, em vendas, nós sempre salientamos: ouça mais e fale menos. Por que não aplicar o mesmo princípio no relacionamento com os colegas?

 
Reclamar o tempo todo e apontar culpados sem dados concretos, não ajuda a aumentar a produtividade da equipe

Muitos líderes de times de vendas se preocupam em como aumentar a produtividade da equipe comercial, mas acabam fazendo “mais do mesmo”, isto é: usando táticas que até poderiam funcionar no passado, mas que neste momento, ou já fazem parte dos hábitos de trabalho de todos (o que é bom) ou já não funcionam mais.

O primeiro erro é insistir em fazer algo que você já percebeu que perdeu a eficácia.

Portanto, atitudes como relembrar a todo momento que sem bater metas não há bônus, ou que é preciso estudar o cliente antes de visitá-lo, são ótimos conselhos, mas seu time já sabe disso (ou, pelo menos deveria).

O segredo está em capacitar e dar condições de trabalho para que sua força de vendas consiga realizar o que sabe fazer de melhor: vender.

Para isso, selecionamos 5 atitudes que todo gestor deve evitar e que se você apagar de sua rotina de liderança, serão uma forma muito eficaz de como aumentar a produtividade da equipe de vendas.

Página 1 de 14

O PRIMEIRO PASSO
ME AJUDA QUE EU TE AJUDO A VENDER MAIS
COMO VENDER BEM E SER FELIZ

ENTRE EM CONTATO COM O CHICO FERRAZ

51 9 9326.4724

 
 

ENDEREÇO

Av. Pedro Adams Filho, 3921
Pátria Nova - Novo Hamburgo - RS
 

TELEFONE

51 3065.1107 / 51 9 9326.4724
 

E-MAIL

chico@chicoferraz.com.br
 
CHICO FERRAZ É MEMBRO DA
SOCIEDADE BRASILEIRA DE PALESTRANTES
SIGA O CHICO NAS REDES SOCIAIS